A Associação Mutualista Montepio teve lucros de 587,5 milhões de euros em 2017, bem acima dos 7,4 milhões de euros em 2016, e passou a capitais próprios positivos, para o que contribuíram créditos fiscais, segundo comunicado divulgado esta segunda-feira.

A Associação Mutualista Montepio apurou em 2017 um resultado líquido positivo de 587,5 milhões de euros", refere a Associação, em comunicado, acrescentando que estes resultados apurados em base individual (ou seja, sem incluir os resultados das empresas que a detém) "vêm elevar o capital próprio em base consolidada, passando agora para um valor positivo de 510 milhões de euros", depois de em 2016 terem sido negativos em 251 milhões de euros.

O comunicado refere ainda que, em 2017, a Associação Mutualista Montepio passou a estar sujeita a pagar IRC (imposto sobre os lucros das empresas), por decisão das Finanças após um "pedido de informação vinculativa" da própria associação, isto apesar de manter o estatuto de IPSS - Instituição Particular de Solidariedade Social.

Com essa alteração do regime fiscal, as contas da Associação Mutualista Montepio Geral beneficiaram do impacto de ativos por impostos diferidos superiores a 800 milhões de euros.

Em conformidade, a Associação Mutualista Montepio, no cumprimento das normas internacionais de contabilidade, refletiu nas suas demonstrações financeiras o apuramento de ativos por impostos diferidos no montante de 808,6 milhões de euros", lê-se na informação.

Imparidades

Ainda referente a 2017, a Associação Mutualista teve de reconhecer mais imparidades (provisões para eventuais perdas) com a Caixa Económica Montepio Geral (o banco Montepio) e com as empresas de seguros "no montante global de 233,4 milhões de euros".

A Associação Mutualista Montepio Geral tinha, o ano passado, 625 mil associados, menos sete mil do que em 2016.

A informação hoje divulgada indica ainda que será convocada para 28 de março a assembleia-geral da Associação Mutualista Montepio Geral para análise das contas individuais de 2017 (hoje divulgadas) e das consolidadas de 2016.