Ricardo Salgado já pagou a caução no valor de três milhões de euros a que estava obrigado para evitar a prisão, depois do interrogatório a que foi sujeito no âmbito do processo Monte Branco, confirmou a TVI.

Ricardo Salgado estava obrigado a pagar três milhões à Justiça para sair em liberdade

A TVI apurou ainda que o montante foi pago por transferência bancária.

O banqueiro esteve a ser interrogado no dia 24 de julho, durante oito horas, e foi constituído arguido pelos crimes de burla, abuso de confiança, falsificação e branqueamento de capitais.

Os crimes dizem respeito, sobretudo, às transferências de 14 milhões que o antigo banqueiro recebeu do construtor José Guilherme.

Durante o inquérito, o banqueiro reforçou a sua «total disponibilidade» para colaborar no processo e afirmou «acreditar que a verdade e a justiça acabarão por prevalecer».

O ex-presidente do BES ficou proibido de contactar com várias pessoas relacionadas com o processo Monte Branco.

A operação Monte Branco investiga a maior rede de branqueamento de capitais alguma vez detetada em Portugal.