O euro caiu esta quinta-feira e negociou abaixo de 1,12 dólares, apesar da divulgação de dados económicos pouco animadores nos Estados Unidos.

Às 18:50 (hora de Lisboa), o euro seguia a 1,1197 dólares, quando na quarta-feira sensivelmente à mesma hora negociava a 1,1356 dólares.

O Departamento do Trabalho indicou esta quinta-feira que a inflação caiu 0,7% em janeiro em relação a dezembro e a nível anual teve uma contração de 0,1%, o que acontece pela primeira vez desde 2009, devido à queda do preço dos combustíveis.

«Dado que a inflação subjacente (que exclui os elementos mais voláteis como a energia e alimentos) não caiu de novo, não há grande preocupação com deflação», segundo o analista Ralf Umlauf, citado pela Efe.

Os dados relativos a encomendas de bens duradouros nos Estados Unidos indicam que houve um aumento de 2,8% em janeiro, uma recuperação em relação à descida dos meses anteriores.