O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social disse hoje à Lusa, em Nova Iorque, que um dos sinais mais positivos da descida do desemprego em Portugal é o "crescimento multi-facetado" dos números do emprego.

"Há um crescimento do emprego multi-facetado, em vários setores e escalões etários, e é isso que alimenta a expectativa de continuação da descida do desemprego", disse José António Vieira da Silva, que falava em Nova Iorque à margem de um encontro na ONU.

O Instituto Nacional de Estatística reviu em baixa de 0,1 pontos percentuais a taxa de desemprego de novembro, para os 8,1%, valor mínimo desde novembro de 2004, estimando para dezembro uma nova descida para os 7,8%.

O ministro disse que "é necessário esperar pelos dados trimestrais para ter dados desagregados mais completos, mas estes valores mostram também a força do mercado no emprego jovem, onde há uma queda muito significativa."

Segundo o INE, a taxa de desemprego dos jovens (provisória) situou-se em 22,1%, contra os 22,8% observados no mês precedente e os 26,2% registados em dezembro de 2016.

"Há um ano tínhamos uma taxa de desemprego acima dos 10 por cento e agora, em dezembro, devemos estar abaixo dos 8,0 por cento", frisou o ministro, sublinhando que estes "estes valores não se registravam desde 2004".

O governante considerou que um dos sinais mais positivos da descida do desemprego é a criação de postos de trabalho.

"É uma enorme diferença, que não se conseguiu apenas a custa de haver menos desempregados, mas de haver mais empregos. São cerca de 65 mil novos empregos", disse José António Vieira da Silva.

O valor apurado do desemprego para novembro representa uma descida em 0,3 pontos percentuais face ao mês anterior e menos 0,7 pontos percentuais em relação a três meses antes, sinaliza o INE.

A estimativa provisória da população desempregada para dezembro é de 401,5 mil pessoas e a da população empregada é de 4,776 milhões de pessoas.

O ministro está em Nova Iorque para participar na 56.ª sessão da Comissão para o Desenvolvimento Social da ONU.