A Procuradoria-Geral da República confirma várias investigações relacionadas com a PT e o caso Lava Jato no Brasil.

Em comunicado, a PGR confirma “investigações em curso” relacionadas com a PT, acrescentando que estas se encontram em segredo de justiça. E acrescenta:

“No âmbito destas investigações, e de outras que venham a revelar-se pertinentes, o Ministério Público não deixa de investigar todos os factos com relevância criminal que cheguem ao seu conhecimento”.


Estas investigações decorrem há vários meses. Recorde-se, por exemplo, que o antigo presidente da Portugal Telecom   Miguel Horta e Costa foi já constituído arguido em Portugal no caso de corrupção Mensalão, a decorrer no Brasil. A notícia foi avançada em 1ª mão pela  TVI, em janeiro deste ano. Lula da Silva foi ouvido como testemunha no processo que analisa suspeitas de corrupção e pagamentos de luvas.

No mesmo comunicado, a Procuradoria confirma ainda que recebeu das autoridades brasileira um pedido de cooperação internacional, através de uma carta rogatória, relacionado com o processo Lava Jato que decorre no Brasil.

Recorde-se que o Jornal Público adiantou esta terça-feira que o Ministério Público estava a investigar políticos e gestores portugueses envolvidos no negócio da PT com a Oi.