O Euromilhões vai mudar já a partir do próximo sábado, mas os apostadores só verão a cor do dinheiro - se ganharem - na semana seguinte. Para começar, dia 24 de setembro, os cupões passam a ter uma nova estrela. É nesse dia que começam as apostas para o novo totosorteio dos Jogos Santa Casa aprovado recentemente pelo Governo. E agora já com um nome: M1lhão (até aqui era apenas conhecido pela designação legal de totosorteio), que terá o primeiro sorteio no dia 30.

“Com o primeiro sorteio previsto para o dia 30 de setembro, os apostadores do Euromilhões passam agora a habilitar-se a um sorteio com um prémio no valor de um milhão de euros atribuído garantidamente e todas as sextas-feiras, em exclusivo para apostas registadas em Portugal”.

Serão 12 estrelas em vez das atuais 11, sendo que a probabilidade de ganhar um prémio, segundo a Santa Casa, manter-se-á na proporção de 1:13. 

Para que os apostadores fiquem esclarecidos, os Jogos Santa Casa vão lançar a campanha "Milhão, Milhão", entre 22 de setembro e 28 de outubro, assente no conceito “Há mais milhões no Euromilhões”. A campanha divide-se em “dois grandes momentos”: o primeiro de informação das alterações ao Euromilhões, assinalando também um sorteio com Super Jackpot, e o segundo é sobre a chegada do novo jogo social do Estado, o M1lhão.

Os portugueses ficarão a par das novas regras também em anúncios na comunicação social, nos multibancos, autocarros, outdoors, online e pontos de venda.

“Associada à portugalidade, esta campanha revisita alguns elementos da cultura popular portuguesa à luz da modernidade, como é o exemplo do Galo de Barcelos que surge em inúmeras peças criativas. Assim, revestido de filigrana dourada, reluzente, tipicamente portuguesa, o Milhão vai cantar, todas as semanas, um novo e igualmente apetecível prémio de um milhão de euros”, diz o comunicado da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Apesar de associado ao Euromilhões, o novo jogo irá juntar-se aos restantes do portefólio dos Jogos Santa Casa.

Apostas mais caras e mais prémios

Para além de ter mais uma estrela, o Euromilhões vai ficar mais caro, mas também dar mais prémios. Passará a custar 2,50 cêntimos, mais 50 cêntimos do que o preço atual, valor que já inclui o novo jogo associado.

Por cada aposta simples registada em Portugal, será gerado automaticamente um código alfanumérico único e aleatório, composto por três letras e cinco números, atribuído quando do registo do boletim do Euromilhões.

Para ganhar o Milhão basta que o código seja igual ao código alfanumérico sorteado”.

No dia do primeiro sorteio do “Milhão”, 30 de setembro, os apostadores do Euromilhões poderão também jogar no Super Jackpot Mínimo Garantido (SJMG), agora com um primeiro prémio de 130 milhões de euros (em vez de 100 milhões de euros).

No final de outubro, em data ainda a desvendar, decorrerá o primeiro sorteio do evento promocional, a Chuva de Milionários, que irá contemplar 25 apostadores, dentro comunidade dos países participantes do Euromilhões, com um milhão de euros cada.

Uma máquina de fazer dinheiro

Nos primeiros oito meses do ano, as vendas do Euromilhões alcançaram 517,3 milhões de euros em vendas, correspondentes a quase 259 milhões de apostas.

Cerca de 193 milhões de euros foram distribuídos às entidades beneficiárias das receitas do jogo, estipuladas no seu regulamento e cerca de 50,7 milhões de euros foram direcionados para o Estado, através do Imposto do Selo aplicável sobre prémios e vendas.

Neste período, houve mais de 20 milhões de apostadores premiados com apostas registadas em Portugal.