O ex-presidente da Caja Madrid, Miguel Blesa, foi esta quarta-feira encontrado morto numa quinta em Córdoba, Espanha, avança o El País.

O corpo do banqueiro, que tinha sido condenado recentemente a seis anos de prisão por fraude fiscal, tinha um tiro no peito, aparentemente auto-inflingido.

Miguel Blesa tinha chegado à herdade de uns amigos na madrugada desta quarta-feira e aí devia permanecer nos próximos dias, a caçar.

Segundo o El País, que cita fontes policiais, enquanto tomava o pequeno-almoço, o banqueiro levantou-se da mesa, alegando que ia mover o carro, que estava estacionado na garagem. O corpo foi depois encontrado neste local, com um tiro de caçadeira no peito, levando a crer que se tratou de suicídio.

Miguel Blesa, de 69 anos, foi o presidente da Caja Madrid entre 1996 e 2009.

Em março, tinha sido condenado num processo por fraude fiscal, mas estava em liberdade durante o recurso. Chegou a estar 15 dias em prisão preventiva.