O Estado apenas conseguiu colocar 750 milhões de euros de dívida pública no leilão desta quarta-feira. Esta era o montante mínimo do intervalo antecipado pelo IGCP, que variava entre 750 milhões e mil milhões de euros.

O IGCP emitiu 550 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro com maturidade a 12 meses. Outros 200 milhões de euros foram emitidos com maturidade a seis meses.

A procura das BT a seis meses excedeu a oferta em mais de cinco vezes. No caso das BT a 12 meses a procura superou em três vezes a oferta.

Os juros estiveram esta quarta-feira mais altos do que no leilão anteriores, para as maturidades de seis meses e 12 meses. A 12 meses a yeld foi de 0,159%, contra os 0,021% alcançados no leilão anterior. As yeld das BT a seis meses estiveram em 0,044%, ao invés dos 0,002 conseguidos no último leilão.