A moeda única segue hoje a desvalorizar face à divisa norte-americana, mas mantém-se acima da barreira dos 1,37 dólares, perante a incerteza sobre o desfecho da crise entre a Ucrânia e a Rússia.

Pelas 18:45 de Lisboa, o euro transacionava nos 1,3744 dólares, face aos 1,3809 dólares a que seguia na sexta-feira, sensivelmente à mesma hora.

Hoje, aumentaram as ameaças da comunidade internacional à Rússia e o G7 instou Moscovo a iniciar negociações diretas com a Ucrânia para superar a crise da Crimeia, tendo entretanto suspendido os preparativos da Cimeira do G8, em Sochi.

O mercado bolsista na Rússia registou hoje fortes perdas e a divisa local, o rublo, caiu para o mínimo face ao dólar e ao euro, após o Banco Central do país ter elevado as suas taxas de juro de forma inesperada dos 5,50% para os 7%.