O PSI-20 encerrou a sessão  a recuar 0,34% para 5.627,59 pontos, acompanhando a tendência das praças europeias de referência.

Destaque para o setor da banca, com o BPI a avançar 9,04% para 1,48 euros, enquanto o BCP subiu 2,40% para 0,08 euros, no dia em que se pronunciaram sobre a proposta de fusão entre os dois bancos.

A negociação das ações chegou a estar suspensa durante cerca de uma hora.

Ainda pela positiva, a Jerónimo Martins avançou 1,33% para 10,63 euros.

Os títulos dos CTT lideraram as perdas da sessão, tendo recuado 2,95% para 9,63 euros. A Impresa caiu 2,69% para 1,05 euros, a Sonae deslizou 2,53% para 1,23 euros e a Mota-Engil depreciou 2,52% para 3,21 euros.

Na energia, a Galp cedeu 2% para 10,06 euros, a REN recuou 1,24% para 2,70 euros e a EDP Renováveis caiu 1,11% para 6,03 euros. Já a EDP perdeu 0,54% para 3,49 euros no dia em que apresentou os resultados de 2014.

A EDP fechou o ano passado com lucros atribuíveis aos acionistas de 1.040 milhões de euros, mais 4% do que em 2013.

Na Europa, o dia foi de perdas em todas as praças, devido aos receios de um terceiro resgate à Grécia: Paris recuou 0,98%, Londres cedeu 0,74%, Frankfurt perdeu 1,14% e Madrid deslizou 1,47%.