possível fusão entre o BPI e o BCP

«A fusão BCP/BPI é um movimento, caso venha a concretizar-se, interessante. Mas deixo isso para os analistas», afirmou o responsável durante a videoconferência de apresentação de resultados do Novo Banco.

«Nós precisamos é de trabalhar todos os dias. Não nos pronunciamos sobre o que pode existir ou não a nível de concentração com outros bancos», acrescentou, citado pela Lusa.


«Estamos condicionados na nossa atividade em diversos aspetos estratégicos. Podemos fazer apenas e só aquilo que o Banco de Portugal nos autorize a fazer de forma expressa e não apenas tácita», vincou.

E ilustrou: «Por exemplo, se amanhã eu me quisesse fundir com o BCP, eu não podia».


oferta pública de aquisição (OPA) por parte do seu maior acionista, o catalão CaixaBank