A agência de rating Standard & Poors decidiu retirar a banca portuguesa de vigilância negativa, melhorando as perpetivas do setor, à semelhança do que fez, na semana passada, com a dívida soberana portuguesa.

Esta atualização inclui bancos como a Caixa, BES, BCP, BPI e Santander Totta. Ainda assim, e tal como acontece para a República, o outlook mantêm-se negativo.

«Apesar dos desafios, o ambiente económico e operacional em Portugal e dos bancos não se deteriorou», adianta a agência em comunicado. Porém, a S&P sublinha que se mantêm os elevados riscos na banca portuguesa.

«Apesar de algumas melhorias - com a redução das necessidades de financiamento como resultado da contração dos empréstimos, os bancos continuam muito independentes do financiamento do Banco Central Europeu, enquanto o acesso ao mercado de capitais não for restaurado».