O rublo, que na segunda e na terça-feira sofreu uma desvalorização histórica, prosseguia esta quinta-feira a sua recuperação na abertura dos mercados moscovitas, antes da realização da conferência de imprensa anual do presidente Vladimir Putin, noticia a Lusa.

O presidente russo, cuja conferência marcada para as 09:00 de Lisboa deve contar com centenas de jornalistas, ainda não se manifestou sobre a crise monetária.

O euro valia hoje às 07:10 (hora de Lisboa) 72 rublos contra os 75,10 a que se cotava no encerramento dos mercados na quarta-feira, enquanto o dólar norte-americano passou hoje para 58,40 rublos depois de na véspera se ter fixado em 60,65.

Na segunda-feira, o rublo sofreu uma desvalorização de quase de 10%, sem precedentes desde a crise financeira de 1998, e no dia seguinte continuou a cair, apesar de o banco central da Rússia ter anunciado um aumento da taxa diretora de 10,5% para 17%. Já na quarta-feira dava os primeiros sinais de recuperação.

A bolsa de Moscovo abriu a sessão de hoje a ganhar 2,95%, com o índice de referência RTS a cotar-se nos 739,45 pontos.