As valorizações dos principais pesos-pesados permitem ao índice accionista de referência ganhar 0,8% e acompanhar o movimento de recuperação das praças europeias que beneficiam da recuperação no preço do petróleo, segundo os analistas, escreve a Reuters.

A liderar as subidas percentuais no índice nacional está a EDP Renováveis, a ganhar 1,9%, levando consigo a casa-mãe EDP, que soma 1,4%.

A EDPR anunciou ontem que chegou a acordo com a ACE Poland e a ACE Italy, detidas pelo ACE Investment Fund - participada pela China Three Gorges Hong Kong, para a venda de 49 pct relativos a um portefólio de activos eólicos com 598 MW de capacidade na Polónia e em Itália, por 392 milhões de euros.

Suporte adicional da Jerónimo Martins, a ganhar 1,1%, da telecom NOS a subir 1,11% e dos CTT a somar 1,2%.

Na banca o cenário é divergente, estando o Millennium bcp a subir 0,2%, enquanto o BPI cai 0,7%.

O 'board' do banco BPI anunciou ontem que vai avançar com a proposta de cisão dos activos africanos para resolver o problema da exposição a grandes riscos, apesar da oposição da segunda maior accionista, a Santoro de Isabel dos Santos, e da Unitel, parceira do banco na rentável unidade angolana.

Pela negativa, e para além do BPI, estão outros dois títulos: a Mota-Engil a cair 0,21% e a Galp Energia a desder 0,46%, apesar da recuperação do preço do petróleo.

O preço do barril de Brent sobe 0,22% para 36,72 dólares e o do Nymex avança 0,35 pct para 36,94 dólares, num movimento de recuperação após ontem terem desvalorizado mais de 3%, perante novos receios de excesso de oferta no mercado.

No mercado dívida, a yield das Obrigações do Tesouro portuguesas a 10 anos segue estável em 2,5%, em linha com as pares de Espanha e Itália.

Na Europa, o índice FTSEurofirst300, composto pelas 300 maiores cotadas europeias, avança 0,87%, com a bolsa de Frankfurt a ganhar 1,4%.

Com muitos investidores ausentes devido às festividades natalícias, os volumes negociados são apenas um décimo da média diária dos últimos três meses do índice FTSEurofirst 300.

O euro aprecia-se 0,15% face à moeda norte-americana, nos 1,0983 dólares.