A Oi afirmou esta segunda-feira que a conclusão da venda da PT Portugal permite à operadora brasileira a participação no processo de consolidação do setor no Brasil, avaliando «criteriosamente» as alternativas disponíveis e reforça que irá contribuir para reduzir a dívida.

Em comunicado enviado ao regulador brasileiro e divulgado também em Portugal na Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários, a operadora brasileira diz que a concretização da venda da PT Portugal «permite que a Oi participe do processo de consolidação do setor no Brasil, avaliando criteriosamente todas as alternativas disponíveis, com o objetivo de identificar a estrutura mais eficiente em termos de geração de valor para seus acionistas e para seus stakeholders.

No documento, a operadora diz que continua a aplicar a estratégia de «correção do balanço patrimonial» e que o anúncio da assinatura do contrato da venda da PT Portugal ao grupo francês Altice «combinado com a venda de mais um lote de torres móveis concluída em dezembro, irão reduzir significativamente a alavancagem líquida da Oi», fortalecendo a sua flexibilidade financeira.

A Oi lembra que a venda da PT Portugal ainda está «pendente» de aprovação na Assembleia-Geral de Acionistas da Portugal Telecom SGPS, que terá lugar a 12 de janeiro.

A Oi reitera ainda o seu compromisso com os investidores e com o mercado de «promover a migração da sua base acionária para o Novo Mercado da BM&FBovespa, por meio da incorporação das suas ações pela CorpCo» (empresa que resultará da fusão entre a PT SGPS e a Oi), a evolução da sua governança corporativa e a pulverização de suas ações.

Além disso, a empresa reforça que se mantém focada no processo de recuperação operacional e que os resultados financeiros preliminares da Oi para os dois primeiros meses do quarto trimestre deste ano «confirmam o posicionamento da companhia de que o terceiro trimestre de 2014 seria o ponto de inflexão do negócio».

A receita líquida das operações no Brasil chegou aos 2.330 milhões de reais (cerca de 704 milhões de euros) em outubro e novembro deste ano, enquanto o EBITDA (lucros brutos) de rotina das operações no Brasil somou 544 milhões de reais (166,3 milhões de euros), divulgou ainda a Oi, mostrando que em apenas dois meses superou os resultados obtidos no total do trimestre homólogo. A Oi explica ainda que os resultados são preliminares e estão sujeitos a auditoria.