A Oi S.A. registrou um lucro líquido de oito milhões de reais (cerca de 2,5 milhões de euros) no terceiro trimestre do ano, uma queda de 96% relativamente ao período homólogo

O somatório dos 9 primeiros meses de 2014 trazem à empresa um lucro de 14 milhões de reais (4,4 milhões de euros). .

«É importante mencionar que o resultado deste trimestre não é comparável aos trimestres anteriores devido a consolidação dos resultados da PT Portugal desde maio de 2014» explica a empresa, em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários.

A PT foi também responsável, segundo a Oi, pelo aumento de 51,5% de dívida bruta consolidada, já que no terceiro trimestre de 2013 a PT Portugal ainda não era uma subsidiária da Oi S.A. e, portanto, sua dívida não estava incluída no balanço patrimonial consolidado.

A PT Portugal contribuiu com 18,3 mil milhões de reais (5,7 mil milhões de euros) para a dívida bruta consolidada, uma redução de 8,9% em relação ao trimestre anterior.

 No final de setembro, 60,7% da dívida bruta era denominada em moeda estrangeira.

Excluindo a dívida da PT Portugal, a parcela da dívida em moeda estrangeira manteve-se praticamente estável em 40,5% da dívida total, com praticamente nenhuma exposição a flutuações cambiais.