A bolsa de Lisboa abriu em queda, com o PSI-20 a descer quase 1% para os 2.623,76 pontos. A queda é explicada pelo facto de os pesos pesados estarem a negociar em baixa: é o caso do BCP, que perde 0,6%,para os 0,11 euros e a PT, que derrapa 0,4% para os 3,40 euros.

Nota também para a Jerónimo Martins, que desce 4,2%, com cada ação a valer 13,70 euros, isto na manhã em que a empresa apresentou resultados, uma subida de 3,3% no lucro acumulado dos primeiros 9 meses do ano, ou seja, 281 milhões arrecadados até setembro.

A EDP também está a cair 0,2%, para os 2,69 euros, no dia em que apresenta os seus resultados trimestrais.

Dos quatro títulos em contra-ciclo, destaque para o BPI, que trepa 3,6% para os 1,16 euros.

Na Europa, o sentimento é misto, apenas Madrid e Roma negoceiam em alta ligeira. As quedas são explicadas pela tomada de mais valias, depois das praças internacionais terem atingido máximos de cinco anos. Também a falta de garantias da Reserva Federal norte-americana em manter os estímulos monetários está a penalizar os mercados.