O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, seguia esta quinta-feira em alta, mantendo a tendência da abertura, com as ações da Galp a puxarem pelos ganhos.

O PSI20 seguia a avançar 0,29%, para 7.005,74 pontos, com sete empresas positivas, duas inalteradas (Banif e REN) e 11 negativas.

Do lado dos ganhos, a Galp e o BES eram as empresas que mais subiam, com valorizações de 1,47% e 1,16% para 11,365 euros e 1,224 euros, respetivamente.

O banco liderado por Ricardo Salgado vai apresentar resultados hoje à tarde, após o fecho do mercado.

O administrador do BES Ricardo Abecassis Espírito Santo Silva afirmou na quarta-feira à Lusa estar disponível para suceder a Ricardo Salgado na presidência do banco, caso os acionistas o apoiem para o cargo.

O administrador disse ainda não estar previsto um novo aumento de capital no BES e que a reestruturação do Grupo Espírito Santo serve para simplificar a estrutura, tornando-a mais transparente.

A EDP seguia igualmente em alta de 0,8% para 2,888 euros e a Semapa, que divulgou na quinta-feira ter fechado 2013 com um lucro de 146,1 milhões de euros, um aumento de 15,5% face ao exercício de 2012, avançava 0,20% para 10,02 euros.

Do lado das perdas, as lideranças pertenciam à Sonae Indústria e à Zon, que desvalorizavam 1,27% e 0,57% para 0,78 e 5,19 euros.

Lisboa seguia em contraciclo com as principais praças europeias, que abriram hoje em baixa, com os investidores à espera dos resultados de diversos bancos e da publicação do boletim mensal do Banco Central Europeu (BCE).

Além da divulgação de resultados de diversos bancos na Europa, incluindo o alemão Commerzbank, segundo maior da Alemanha e parcialmente nacionalizado, e do britânico Lloyds, os investidores aguardam a publicação do boletim mensal de fevereiro do BCE, que analisa o risco da desaceleração da inflação na zona euro e as medidas que pode adotar para o evitar.

Nos Estados Unidos, o departamento de Comércio divulga as vendas a retalho em janeiro e a presidente da Reserva Federal norte-americana (Fed), Janet Yellen, comparece no comité bancário do Senado para analisar a situação da economia.

Na terça-feira, na sua primeira presença na Câmara dos Representantes, a nova presidente da Fed assegurou a manutenção da política monetária nos Estados Unidos.

Yellen assegurou que a Fed vai manter, por agora, a política monetária que tem sido adotada, com taxas de juro baixas e corte faseado dos estímulos, apesar de o desemprego se ter reduzido a um ritmo mais rápido nos últimos meses.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,3626 dólares, depois de ter terminado a 1,3591 dólares na quarta-feira.

O barril de petróleo Brent, para entrega em março, abriu em baixa, a cotar-se a 108,38 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,41 dólares do que no encerramento da sessão anterior.