A Bolsa de Lisboa encerrou esta segunda-feira em queda, em linha com as principais praças europeias mas a liderar as perdas, com o PSI 20 a recuar 1,09% para os 6.800,56 pontos, penalizado pelo BES e pelo BCP.

Das 20 cotadas que compõem o índice, 13 fecharam em terreno negativo, duas permaneceram inalteradas e cinco encerraram a sessão com ganhos.

O setor da banca penalizou as negociações de hoje: o Espírito Santo Financial Group desvalorizou 5,85% para os 2,445 euros, o BCP perdeu 3,15% para os 0,1661 euros e o BES recuou 3,07% para os 0,852 euros.

Também em queda estiveram as ações da Sonae (-2,41% para os 1,215 euros), da Teixeira Duarte (-1,97% para os 1,021 euros), da Mota-Engil (-2,02% para ps 5,911 euros), da Jerónimo Martins (-1,97% para os 12,205 euros) e da Galp (0,55% para os 12,64 euros).

Por oposição, a EDP valorizou 0,78% para os 3,748 euros por ação e a REN ganhou 0,67% para os 2,70 euros por título.

Na Europa, as principais praças bolsistas fecharam no vermelho: Londres caiu 0,36%, Paris recuou 0,57%, Frankfurt desvalorizou 0,66% e Madrid perdeu 0,33%.