O PSI20, índice principal da bolsa portuguesa, encerrou esta segunda-feira a ganhar 0,76% para 6.196,33 pontos, por entre uma Europa maioritariamente no vermelho, impulsionado pela valorização de 3,63% do BES.

Dos 20 títulos que compõem o índice, 14 encerraram a valorizar e seis (Zon Optimus, Sonaecom, Mota Engil, Espírito Santo Financial Group, Galp Energia e EDP) em baixa.

A contribuir para a subida do PSI20 estiveram os títulos da banca, com BES e a crescer 3,63% para 0,941 euros, depois de na sexta-feira ter apresentado prejuízos de 381 milhões de euros entre janeiro e setembro.

Seguiu-se o BCP, a vencer 2,88% para 0,107 euros por ação, no dia em que apresentou lucros de 93 milhões de euros nos primeiros nove meses, e o BPI, a avançar 0,85% para 1,069 euros. O Banif liderou os ganhos a crescer 3,75% mas ainda assim com cada ação a valer menos de um cêntimo (0,83 cêntimos).

Os pesos pesados Jerónimo Martins e Portugal Telecom também valorizaram, enquanto a Zon Optimus e a Sonaecom lideraram o vermelho, ao perder mais de 1%.

A Galp caiu 0,32% para 12,46 euros, depois do lucro da petrolífera ter caído 21% nos nove primeiros meses do ano, face ao mesmo período do ano passado, passando para 218 milhões de euros.