O principal índice da bolsa portuguesa (PSI20) abriu esta quarta-feira a desvalorizar 1,16%, para 5.793,98, devido à esclada da tensão na Síria.

Na terça-feira, o PSI20 encerrou a sessão a cair 1,93%, para 5.861,80 pontos, num dia de fortes quedas nos principais mercados acionistas europeus.

Entre os 20 títulos que compõem o PSI20, 18 desvalorizaram e apenas dois fecharam o dia em terreno positivo.

No resto da Europa, as perdas variaram entre os 0,79% de Londres e os 2,96% de Madrid, num dia em que se registaram as maiores quedas das últimas nove semanas nas praças europeias.

A escalada da tensão na Síria é a razão apontada pelos especialistas consultados pela agência Bloomberg para justificar o dia negro nas bolas europeias, com os investidores a perderem o apetite pelo risco e a apostarem noutros ativos, em detrimento das ações.