A Bolsa de Lisboa abriu a sessão em queda, mas já conseguiu recuperar. Soma agora 0,3% para os 6.049,11 pontos.

Na ressaca da assembleia geral de acionistas da Portugal Telecom, que aprovaram os termos do acordo entre a portuguesa e a Oi, a cotada trepa 2,7%, fixando o preço das ações em 1,82 euros.

O setor da banca também ajuda aos ganhos: O BPI soma 1,1%, nos 1,57 euros por ação, enquanto o BCP ganha 0,4%, nos 0,11 euros. O Banif está no vermelho, a cair 1,1% para os 0,009 euros.

A perder estão também os CTT, com a tomada de mais valias depois dos fortes ganhos dos últimos dias, em resultado da conclusão da privatização da empresa. A cotada desce ,4%, nos 7,45 euros por ação.

No setor da energia, a tendência é indefinida: a EDP sobe 0,5%, nos 3,65 euros, enquanto a Galp desce 0,2%, nos 13,54 euros.

A indefinição também se arrasta à Europa, com as principais praças a oscilar entre ganhos e perdas. No verde estão Milão, Paris e Londres, que crescem 0,5%, 0,2% e 0,1%, respetivamente. No vermelho, Frankfurt desce 0,02% e Madrid derrapa 0,4%.