A bolsa de Lisboa abriu a sessão em alta ligeira, mas já segue a cair 0,03% nos 6.986,23 pontos.

A Portugal Telecom é a cotada que mais pressiona o índice, ao cair 2,01%, para os 2,79 euros por ação. A queda está relacionada com um ajuste técnico de desconto do dividendo de 10 cêntimos que a empresa vai pagar aos seus acionistas.

Destaque também para a Espírito Santo Financial Group, que desce 0,8% com cada ação a valer 2,77 euros, no dia em que a empresa apresentou resultados que dão conta de prejuízos que quase triplicaram no primeiro trimestre deste ano, face ao mesmo período do ano passado, atingindo os 37 milhões de euros, devido sobretudo ao aumento das insolvências em Portugal.

Do lado dos ganhos, destaque para o BCP, que sobe 0,9% para os 0,19 euros por ação. Recorde-se que o banco anunciou a venda dos 49% que detém nas seguradoras não-vida Ocidental e Médis ao grupo segurador internacional Ageas, por 122,5 milhões de euros.

O BES também sobe 0,3% nos 0,88 euros por ação, no dia em que começa o aumento de capital do banco.

Na Europa, o sentimento é tendencialmente negativo, com exceção de Londres, que sobe 0,3%. Frankfurt e Madrid caem 0,1%, Milão desce 0,2% e Paris cai 0,.3%.