A Bolsa de Lisboa abriu a sessão no vermelho e segue a cair 0,08% para os 5.536,44 pontos, em contraciclo com a maioria das praças europeias.

Das sete cotadas no vermelho, destaque para a queda de 2,7% dos CTT (para os 9,40 euros), que lideram as perdas.
O setor da banca também pressiona o índice: o BPI desliza 2,6%, com os títulos a cotar a 1,41 euros, quando há informação de que a reunião da administração do banco, realizada esta quarta-feira para analisar a oferta do CaixaBank, terminou sem acordo. O BXCP desliza 1,1%, com as ações a valer 0,08 euros.

A travar maiores quedas está a Teixeira Duarte, que sobe 1,3%, para os 0,77 euros. Também a Galp energia sobe 0,8%, nos 9,87 euros.

Na Europa, à exceção de Londres, que cai 0,1%, o sentimento é positivo, com os investidores à espera do que irá sair da reunião de hoje do Banco Central Europeu. Aguardam-se pormenores sobre o programa alargado de compra de divida por parte do banco central, e também as previsões económicas até 2017.

Madrid sobe 0,2%, Paris e Frankfurt ganham 0,3% e Milão avança 0,4%.