O PSI-20 arrancou a semana em terreno positivo e a ganhar mais que as pares europeias, com os setores da banca e da energia a impulsionar o índice.

O BPI trepa 4,1%, para os 1,62 euros, na ressaca da divulgação dos testes de stress pelo Banco Central Europeu, em que a cotada teve a melhor prestação ibérica.

Já o BCP, que ainda assim sobe 1,4%, fixando o preço das ações em 0,095 euros, chumbou na análise do banco central. O banco liderado por Nuno Amado também apresentou os resultados relativos ao terceiro trimestre, este domingo, registando uma diminuição dos prejuízos em mais de 80%.

A Galp Energia avança 2,8%, para 11,67 euros. A cotada presentou resultados esta manhã, também eles relativos ao terceiro trimestre do ano, e mais do que duplicou os lucros, acima da expetativa dos analistas.

A PT sobe ligeiros 0,6%, nos 1,06 euros por ação.

Na Europa, as principais praças também negoceiam em terreno positivo, também a refletir os resultados dos testes de stress. Dos 130 bancos analisados pela lupa do BCE, 25 falharam. Em Itália foi onde o resultado foi menos satisfatório, com nove dos 15 bancos analisados a não conseguiram passar no teste.

Madrid sobe 1%, Frankfurt avança 0,8%, Paris e Londres ganham 0,7% e Milão aprecia 0,5%.