O PSI-20 voltou a abrir a sessão abaixo da linha de água, mas entretanto já recuperou e segue a ganhar 0,04%, para os 5.250,49 pontos, no dia em que os investidores estão de olhos postos na entrega da proposta do Orçamento do Estado para 2015, e das novidades que daí decorreram, mas também porque o IGCP vai emitir até mil milhões de euros de dívida pública em forma de Bilhetes do Tesouro com maturidades a três e nove meses.

E é a PT que está a impulsionar o índice, ao trepar 1,9%, para os 1,41 euros. Também o BCP ajuda Lisboa, ao ganhar 1%, fixando o preço das ações pouco abaixo dos 0,9 euros. Recorde-se que está agendada para esta quarta-feira a assembleia-geral de acionistas do banco, para decidir a adesão ao regime de ativos por impostos diferidos.

A impedir maiores subidas do PSI-20 está a Galp, que derrapa 0,7%, fixando o preço das ações em 11,58 euros. Também o tombo de 2,4% da Teixeira Duarte impede ganhos maiores. A cotada está com as ações nos 0,77 euros.

Na Europa, os mercados estão a negociar maioritariamente no vermelho, à exceção de Paris, que sobe 0,1%.
Frankfurt desce 0,04%, Milão cai 0,1%, Madrid derrapa 0,5% e Londres deprecia 0,7%.