O PSI-20 abriu a sessão a ganhar 0,6%, mas já caiu ligeiramente, seguindo agora a subir 0,21% nos 5.716,63 pontos.

Os ganhos de Lisboa estão a ser essencialmente suportados pela Mota-Engil, ao trepar 1,7% para os 4,98 euros por ação, depois de esta segunda-feira a cotada ter anunciado que ganhou um conjunto de contratos. Só no México, o investimento envolvido no âmbito de uma concessão rodoviária será de 29 milhões de euros.

No setor da banca, o peso pesado BCP sobe 1,1%, com as ações ainda a valer 0,10 euros. Já o BPI avança 0,9%, fixando o preço das ações em 1,72 euros.

A travar maiores ganhos está a Jerónimo Martins, que cai 1,5%, nos 8,67 euros por ação.

No PSI-geral, destaque para a Espírito Santo Saúde, que apesar de subir ligeiros 0,1%, fixa o preço das ações em 4,92 euros, dez cêntimos acima da maior oferta no âmbito da OPA lançada pela Fidelidade. Esta segunda-feira a administração da Espírito Santo Saúde considerou «aceitável» a contrapartida oferecida pela seguradora.

Na Europa, o sentimento é tendencialmente positivo, em mais um dia em que os investidores aguardam a divulgação de dados económicos, tanto relativos à Europa como aos Estados Unidos da América.

Milão cresce 0,6%, Paris e Madrid sobem 0,5%, Frankfurt aprecia 0,1% e só Londres cai, ligeiros 0,1%.