O PSI-20 encerrou a sessão a ganhar 1,06%, para os 4.741,07 pontos, impulsionado pelos ganhos das praças europeias, que tiveram esta terça-feira uma recuperação técnica, isto apesar da crise do rublo na Rússia.

Milão disparou 3,27%, Paris ganhou 2,19%, Frankfurt e Londres apreciaram 2,09% e Madrid subiu 1,59%.

Em Lisboa, o índice contabilizou apenas cinco cotadas no vermelho. A maior subida foi a da Galp, que disparou 3,9%, com as ações a valer 3,31 euros. Já a EDP subiu 2%, fixando o preço dos títulos em 3,16 euros.

No setor das telecomunicações, enquanto a NOS subiu 1,6%, para os 5,02 euros, a PT afundou 4,5%, com cada ação a cotar a 1,01 euros.

No setor da banca a tendência também foi mista: o BPI ganhou ligeiros 0,2%, para os 1,25 euros. Já o BCP cai 1,3%, com cada ação a cotar a 0,07 euros.

A maior queda foi protagonizada pela Mota-Engil, que trepou 5,4%, para os 2,45 euros por ação.