O PSI-20 fechou a sessão de quarta-feira a cair 0,85% nos 6.015,48 pontos, com 12 cotadas no vermelho e a seguir a tendência europeia.

A pressionar o índice esteve o setor das telecomunicações, com a NOS a tombar 4,1% para os 6,58 euros, enquanto a PT desceu 0,8%, nos 0,62 euros por ação.

O setor da construção também teve quedas acentuadas, com a Mota-Engil a deslizar 2,3%, com os títulos a cotar a 3,56 euros, Já a Jerónimo Martins depreciou 1,8%, para os 11,51 euros.

O setor da banca foi arrastado pelas perdas: o BPI caiu 1,4%, com as ações a valer 1,46 euros. O BCP desceu 0,9%, com as ações a valer já 0,10 euros.

A travar maiores quedas do índice esteve o setor da energia. A EDP subiu 1,1%, para os 3,64 euros. A maior subida pertenceu à Galp, que ganhou 1,8% para os 10,40 euros.

Na Europa a maior queda pertenceu a Paris, ao depreciar 1,3%. Frankfurt desceu 1,1%, Madrid deslizou 0,97%, Milão caiu 0,8% e Londres desceu 0,4%.