O PSI-20 fecha a semana a ganhar quase 2%, afinado pelo diapasão europeu de ganhos nas principais praças europeias. A Bolsa de Lisboa somou 1,89% para os 5.262,87 pontos, com apenas duas cotadas no vermelho.

A maior subida pertenceu ao BCP, que trepou 3,95%, fixando o preço das ações em oito cêntimos. O BPI ganhou 2,3%, com cada ação a cotar a 1,55 euros.

A Jerónimo Martins protagonizou a segunda maior subida, ao apreciar 3,3%, para os 8,52 euros.

No setor das telecomunicações, enquanto a NOS somou 2,8%, para os 5,14 euros por ação, a PT tombou 2,1%, nos 1,38 euros.

A Oi deverá anunciar esta sexta-feira ao mercado a decisão de vender a PT Portugal à Altice, mas o futuro da empresa portuguesa está nas mãos da PT SGPS, que está debaixo de uma oferta pública de aquisição da Terra Peregrin.

No setor da energia, o sentimento também foi misto: enquanto a EDP subiu 2,6%, para os 3,50 euros, a Galp caiu 1,4%, nos 9,52 euros por ação.

Na Europa, a semana não podia ter acabado de melhor maneira, com uma forte valorização: Milão subiu 3,4%, Madrid ganhou 2,5%, Paris acumulou 2,3%, Frankfurt somou 2,2% e Londres avançou 0,9%.