A Bolsa de Lisboa encerrou no verde, à semelhança do resto da Europa, com os investidores a reagir positivamente ao discurso da nova presidente da Reserva Federal norte-americana, Janet Yellen, que defendeu a continuação da política de estímulos à economia.

O PSI-20 subiu 1,3%, para os 7.014, 25 pontos, no dia em que Portugal regressou aos mercados para uma emissão de dívida a 10 anos. O Tesouro vai pagar uma taxa de juro de 5,112% pelos 3 mil milhões de euros de dívida.

Na bolsa, a EDP foi o título que mais subiu, 3,6%, com cada ação a valer 2,91 euros. No setor da banca, o BES trepou 1,98% para 1,19 euros, enquanto o BCP ganhou 1,4% para os 0,19 euros.

Destaque ainda para a PT, um dos 3 títulos que fechou a sessão no verde, a perder 0,5%, para os 3,37 euros.

Na Europa, Frankfurt subiu 1,8%, Paris e Madrid ganhou 1,1%, Londres e Milão subiram 1,04%.