O PSI-20 abriu no vermelho e segue a cair ligeiros 0,16%, nos 4.910,20 pontos, com o setor da energia a pressionar e em linha com mais uma queda do preço do petróleo nos mercados internacionais.

O Governo entrega esta sexta-feira na Assembleia da República a proposta de Orçamento do Estado para 2016, depois de um plano orçamental enviado a Bruxelas que levantou sérias dúvidas e motivou as negociações dos últimos dias. 

No mercado de Londres o brent desliza mais de 1%, nos 34 dólares por barril.

Em Lisboa a EDP cai 1,1%, nos 3,10 euros, enquanto a Galp desce 0,2%, com os títulos a cotar a 10,79 euros.

A liderar as quedas está a Impresa, que derrapa 3,9%, nos 0,47 euros, e também a Portucel, com uma queda de 1,3%, com os títulos a valer 2,96 euros, em dia de apresentação de resultados.

O setor da banca impede maiores perdas: o BCP ganha 0,6%, nos 3,6 cêntimos por ação. Já o BPI dispara 4,6%, com os títulos a cotar a 98 cêntimos, num dia em que os acionistas se reúnem para discutir o futuro dos ativos africanos do banco.

Na Europa, apenas Milão segue em queda, de 0,5%. Paris ganha 0,2%, Frankfurt sobe 0,3%, Londres aprecia 0,6% e Madrid soma 0,9%.