​A Bolsa de Lisboa abriu a sessão no vermelho e perde agora 1,4% para os 5.201,17 pontos, registando a maior queda da Europa.

Mas os mercados europeus também não estão a ter um bom início de sessão, estando a reagir em baixa ao anúncio de ontem do Banco Central Europeu de que deixa de aceitar títulos de dívida pública grega nas suas operações de refinanciamento.

O ministro das Finanças grego já veio dizer que a decisão não terá um impacto negativo no setor financeiro da Grécia. Os mercados aguardam também o resultado da reunião que Yanis Varoufakis terá com o homólogo alemão.

Milão desliza 1,3%, Madrid cai 1.2%, Paris desce 0,8% e Londres e Frankfurt depreciam 0,6%.

Em Lisboa, é a Mota-Engil que mais pressiona, ao cair 3,9% para os 2,90 euros. Também a Galp tomba 3,5%, nos 9,69 euros. Ambas seguem a tendência de queda do preço do crude nos mercados internacionais, n uma altura em que oi barril de Brent está a cotar a 53,348 dólares.

No setor da banca, o BCP deprecia 3,4%, nos 0,06 euros por ação, enquanto o BPI desliza 3,2%, para os 0,87 euros.
A PT SGPS também cai 3,2%, com os títulos a cotar a 67 cêntimos.