O PSI-20 abriu a última sessão da semana em queda e já lidera as perdas na Europa, que aguarda a análise de Bruxelas às propostas de orçamento para 2015 dos países da zona euro.

Londres desliza 0,3%, Paris, Madrid e Milão depreciam 0,2% e Frankfurt cai 0,1%.

Das nove cotadas no vermelho, na Bolsa de Lisboa, destaque para a queda acentuada da Galp, de 4,1%, fixando o preço das ações em 9,97 euros.

Segue-se a retalhista Jerónimo Martins, que derrapa 3,4%, fixando o preço dos títulos em 8,08 euros.

No verde, mas com ganhos ligeiros, a PT sobe 0,1%, para os 1,51 euros por ação, no dia em que se espera que a empresa de Isabel dos Santos entregue o pedido de registo da oferta pública de aquisição sobre a cotada, submetendo ainda o projeto de prospeto à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários.

Não se espera uma alteração do valor inicialmente oferecido – 1,35 euros por ação – já que esta quinta-feira fonte da empresária angolana veio dizer que a contrapartida «é justificada, equitativa, direta e imediata».

No setor da banca, os ganhos são ligeiros: o BPI avança 0,1%, para 1,59 euros, enquanto o BCP soma 0,2%, com as ações a tocarem os 0,09 euros.

A cotada que mais sobe é a Semapa, 0,95% para os 9,02 euros. A cotada também está na corrida à aquisição de parte da PT Portugal, em parceria com os fundos Apax e Bain. A participação rondará os 5 a 10%.