Depois de ontem ter fechado a sessão a ganhar mais de 1%, a Bolsa de Lisboa abriu hoje em queda e segue a perder 0,86% nos 5.798,43 pontos, a esta altura a maior queda da Europa.

A cotada que mais cai é a Pharol: derrapa 2,7%, nos 0,40 euros por ação. Ainda nas telecoms, a NOS desce 1%, para os 6,73 euros.

Também a Mota-Engil cai 1,7%, com os títulos a cotar a 2,32 euros. A cotada revelou ontem que ganhou um contrato de 67 milhões de euros em Omã, através da SUMA.

No setor da banca, o BPI desliza 0,8%, nos 1,38 euros. Já o BCP derrapa 0,7%, com os títulos a cotar a 0,09 euros.
O peso-pesado anunciou ontem que fez um aumento de capital de 404 milhões de euros, no âmbito de operação de troca de dívida.

Na Europa, as praças seguem em queda ligeira. Os mercados reagem à decisão do FMI de abandonar as negociações com a Grécia em Bruxelas. Frankfurt cai 0,37%, Paris desce 0,34%, Madrid desliza 0,33%, Londres desce 0,27% e Milão deprecia ligeiros 0,1%.