A Galp Energia anunciou esta terça-feira ter registado, nos primeiros três meses deste ano, um aumento de 19,2% da sua produção total face ao mesmo período do ano passado, graças sobretudo ao crescimento da produção no Brasil, escreve a Lusa.

Em comunicado hoje divulgado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a petrolífera portuguesa refere que o crescimento da produção face ao último trimestre de 2013 foi de 10,8%, tendo atingido os 28,1 milhões de barris.

Também a produção net entitlement, ou seja, aquela que a Galp tem de facto direito, apresentou um crescimento, de acordo com as estimativas avançadas pela Galp Energia.

A produção net entitlement - que tem impacto integral nas contas da Galp Energia, uma vez que é a produção a que a empresa tem direito após o pagamento de imposto aos países onde as concessões se localizam ¿ aumentou 22,7% em relação ao mesmo trimestre de 2013 e 12,5% face ao último trimestre do ano passado.

A petrolífera adianta que tanto o crude processado como as vendas e as exportações sofreram quedas nos primeiros três meses do ano, face ao mesmo período de 2013, explicando a redução com o impacto da paragem programada para manutenção da refinaria de Sines, que teve início em março mas que deverá voltar a funcionar ainda este mês.

De acordo com os dados divulgados, o processamento de crude desceu 23%, as vendas diretas caíram 0,7% e as exportações foram reduzidas em 41,2%.

Também em relação ao quarto trimestre de 2013, o processamento de crude apresentou uma queda, descendo 22,4%.

Quanto às vendas, a Galp Energia refere terem caído 13,9%, enquanto as exportações diminuíram 41,6%.

A empresa adiantou ainda que o negócio do gás e eletricidade melhorou 20,7% face ao primeiro trimestre do ano passado, apesar de as vendas a clientes diretos terem caído 5,9% no caso do gás e 8,5% no caso da eletricidade vendida à rede.

Segundo a empresa, no comunicado hoje divulgado, o valor médio do dated Brent no primeiro trimestre deste ano foi de 108,2 dólares por barril, menos 3,9% do que no período homólogo de 2013 e menos 0,9% do que no trimestre anterior.

A Galp Energia apresenta os seus resultados referentes aos três primeiros meses de 2014 a 29 de abril, sendo que os dados hoje divulgados são apenas preliminares, podendo sofrer alterações até essa data.