Portugal vai colocar hoje no mercado até 1.000 milhões de euros em Obrigações do Tesouro que vencem em junho de 2020, segundo divulgou na semana passada o Instituto de Gestão do Crédito Público (IGCP), lembra a Lusa.

No comunicado, a agência que gere a dívida pública refere que hoje vai realizar um leilão de Obrigações do Tesouro com maturidade a 15 de junho de 2020, num montante indicativo entre os 750 e os 1.000 milhões de euros.

Este será o primeiro leilão de dívida pública do quarto trimestre do ano, período em que o IGCP espera colocar no mercado até 5.000 milhões de euros.

De acordo com o programa de financiamento previsto para o último trimestre de 2014, a agência que gere a dívida pública prevê realizar um a dois leilões de Obrigações do Tesouro, esperando colocar no mercado de 750 a 1.000 milhões de euros por leilão.

Quanto à emissão de Bilhetes do Tesouro, está prevista a realização de seis leilões, podendo ser colocados no mercado até um máximo de 3.000 milhões de euros por esta via.