Portugal colocou no mercado 1.150 milhões de euros de dívida pública com maturidades de três e 11 meses, superando o montante indicativo global de 1.000 milhões indicado pelo IGCP.

Na maturidade a 11 meses foram emitidos 750 milhões de euros de Bilhetes do Tesouro, já na maturidade a três meses foram colocados 400 milhões de euros.

A dívida foi colocada a juros mais baixos que o leilão anterior: no caso da maturidade a três meses, os juros foram negativos, -0,013%, nas BT a 11 meses os juros fixaram-se em 0,021%.

A procura superou em 3,14 vezes a oferta nas BT a três meses. Na maturidade a 11 meses, a procura superior em 2,01 vezes a oferta.

Os últimos leilões de Bilhetes do Tesouro nestes prazos realizaram-se em junho, altura em que o Tesouro emitiu 200 milhões de euros na linha a três meses a uma taxa de juro média de 0,044% e emitiu também 550 milhões de euros em títulos a 11 meses com juros de 0,159%.