Portugal emitiu hoje 1.000 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro, a três e a 12 meses, pagando uma taxa de juro mais baixa nas duas maturidades no último leilão deste ano.

Segundo a agência de informação financeira Bloomberg, foram emitidos 700 milhões de euros no leilão que vence em novembro de 2014 a uma taxa de juro média de 1,493%, abaixo do último leilão a 12 meses, em agosto, cuja taxa média foi de 1,619%. A procura excedeu a oferta em duas vezes.

Na linha com maturidade em fevereiro de 2014, foram colocados no mercado 300 milhões de euros a 1,076%, um juro também inferior ao cobrado no último leilão a três meses, em outubro (1,159%). A procura excedeu a oferta em três vezes.

Os dois leilões de Bilhetes do Tesouro de hoje marcam o fim do programa de financiamento previsto para este ano, tendo o IGCP, a agência que gere a dívida pública portuguesa, cancelado a operação que estava prevista para 04 de dezembro.