No primeiro semestre de 2015, a Portucel registou uma subida nos lucros de 10,9% para 100,5 milhões de euros. Em Comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários, a empresa sublinha que as vendas aumentaram 6,4% para 794,9 milhões e o EBITDA cresceu 16,6% para 184,5 milhões de euros.

O lucro líquido teve uma inesperada subida homóloga de 18% para 58,7 milhões de euros no segundo trimestre de 2015, com uma robusta melhoria da performance operacional suportada pelo aumento dos volumes e dos preços, segundo a empresa.

A produtora de pasta e de papel anunciou que, entre Abril e Junho de 2015, as vendas aumentaram em termos homólogos 6,4% para 406,1 milhões e que o EBITDA cresceu 28,6% para 103,1 milhões, "o valor trimestral mais elevado nos últimos quatro anos".

Comparando com o primeiro trimestre de 2015, o lucro líquido aumentou 40,4%, enquanto as vendas subiram 4,5% e o EBITDA subiu 26,7%.

A média das estimativas de três analistas apontava para uma descida de 2,1% no lucro para 49 milhões, vendas de 407 milhões e um EBITDA de 92 milhões no segundo trimestre de 2015.

"O crescimento do volume de vendas de pasta e de papel, assim como a evolução favorável do nível de preços, permitiram este bom desempenho", afirmou a Portucel.

"O aumento de vendas para destinos fora da Europa foi um fator de relevo para esta evolução. O preço médio de venda do Grupo registou também uma melhoria, tendo as vendas em valor aumentado 7,7% para 304,4 milhões de euros".

A margem EBITDA/Vendas subiu 4,5 pontos percentuais, face ao primeiro trimestre de 2015, para 25,4%.

A Portucel é a líder europeia na produção de papel UWF -Uncoated Woodfree - e a sexta maior no mundo. A empresa também é a maior produtora europeia de pasta de papel BEKP, e quinta maior a nível global.