As ações da Pharol estão a brilhar na bolsa de Lisboa e já chegaram a subir 20%.

Neste momento, os títulos da empresa disparam 16,21% para 0,34 euros a reagir positivamente ao plano de compra de ações próprias anunciado ontem.

A Pharol vai reunir-se em Assembleia-Geral no dia 4 de novembro para deliberar sobre a compra de até 7,7% do seu capital.

"É um plano bastante positivo. Quando uma empresa compra acções própria tem um efeito normalmente positivo no título, incrementando o preço", disse Paulo Rosa, operador da GoBulling no Porto, citado pela Reuters.

"Aumenta também a posição relativa dos outros accionistas, que passam a ter uma maior representatividade no momento de distribuição de dividendos, por exemplo, o que também é positivo".

A Pharol tem como principal ativo uma participação de 27,5% na operadora brasileira Oi. Detém ainda cerca de 900 milhões de euros de dívida em incumprimento da Rioforte, do falido Grupo Espírito Santo, e opções de compra sobre 47,4 milhões de acções ordinárias da Oi e 94,9 milhões de acções preferenciais.


Galp também impulsiona índice


A Galp Energia ganha 3%. O sector das matérias-primas destaca-se pela positiva, com os ganhos de 1,8 pct dos contratos de futuros de Brent e de 2,3% do Nymex.

A Rússia e a Arábia Saudita, os dois maiores produtores de crude do mundo, conversaram sobre o mercado de energia, levando os investidores a apostarem que poderão agir para lidar com a atual sobreprodução.

Na banca, o Millennium bcp sobe 4%, o Banif 2,6% e o BPI 2,4%.

O CEO do BPI disse estar confiante que os acionistas aprovarão a proposta de cisão do segundo maior banco cotado de Portugal, para destacar os ativos de África.

A EDP ganha 0,9% e a Portucel 1,5%.

Pela negativa, os CTT caem 0,2% e a telecom NOS 0,23%.

O Banco de Portugal divulga hoje o Boletim Económico de Outono, atualizando as estimativas para a economia portuguesa em 2015.

Ontem, o Presidente da República de Portugal encarregou o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, de iniciar o processo para formar um novo Governo, mas quer que os partidos políticos gizem compromissos cruciais para garantir a estabilidade governativa.

Hoje, os líderes do PSD e do CDS-PP assinam acordo de Governo, propondo um executivo de coligação.

O eurofirst 300 avança 1% após a fabricante de cerveja número 1 do mundo, a Anheuser-Busch, dona da Budweiser e da Stella Artois, ter subido a sua oferta de compra da número 2 mundial, SAB Miller, para mais de 100.000 milhões de dólares.