Uma empresa petrolífera israelita foi condenada por um tribunal suíço a pagar 1,1 mil milhões de dólares de compensação ao Irão por causa de uma joint-venture anterior a 1979, informou a agência noticiosa IRNA.

Segundo fonte judicial, citada pela IRNA, a empresa israelita, registada no Panamá, foi condenada a pagar este mês 1,1 mil milhões de dólares à NIOC (empresa petrolífera iraniana) por um tribunal de arbitragem na Suíça, na sequência de uma queixa do Irão feita em 1989.

A NIOC e a petrolífera israelita tinham assinado um acordo em 1968 para transporte de petróleo iraniano para Israel através do Mar Vermelho.