A Terra Peregrin não tomou ainda uma decisão sobre se retira ou mantém a sua OPA sobre a PT SGPS e está a analisar «possíveis vias de atuação», segundo fonte da empresa citada pela Reuters.

A Comissão de Mercado e Valores Mobiliários anunciou na quarta-feira que a empresária angolana Isabel dos Santos 
teria de subir o preço da oferta sobre a PT SGPS  para ficar dispensada de lançar uma OPA subsequente, na sequência de um requerimento da Terra Peregrin.

Ainda na quarta-feira, a  empresa disse estar surpreendida com a decisão do regulador : «Ficámos surpreendidos com a decisão da CMVM. Vamos estudar o assunto» e «tomaremos uma decisão amanhã [quinta-feira]», disse fonte da Terra Peregrin, detida pela empresária angolana Isabel dos Santos. 

O regulador dos mercados decidiu esta quinta-feira, pouco depois das 13:00 suspender a negociação das ações da PT SGPS, «à espera de informação relevante do emitente». A negociação é retomada às 16:15, depois do regulador considerar que «cessaram os motivos que justificaram a suspensão».