O grupo José de Mello Saúde entregou esta quarta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários a proposta de prospeto relativo à Oferta Pública de Aquisição lançada sobre a Espírito Santo Saúde, disse à Lusa fonte do regulador.

«O pedido de instrução da proposta de prospeto já deu entrada», afirmou a referida fonte, sublinhando que o prazo de oito dias para que a CMVM se pronuncie sobre o documento só começa a contar quando a entidade liderada por Carlos Tavares considere que toda a documentação está completa.

A José de Mello Saúde lançou a 11 de setembro uma OPA sobre a ES Saúde , oferecendo uma contrapartida de 4,40 euros por ação, numa oferta concorrente à do grupo mexicano Ángeles (4,30 euros), que valorizava a ES Saúde em 420 milhões de euros.

A contrapartida oferecida pelo grupo Mello contempla um prémio de 21,78% relativamente à cotação do fecho de mercado no dia do anúncio preliminar da oferta original, a 19 de agosto, e de 37,5% face à cotação de 3,20 euros da Oferta Pública de Venda da ES Saúde, realizada a 12 de fevereiro.

Hoje, os títulos da ES Saúde valorizaram 0,41% para 4,62 euros, um preço muito próximo do máximo histórico de 4,63 euros alcançado na sessão de segunda-feira.