Em dia de leilão do IGCP, que pretende colocar até mil milhões de euros de dívida pública em Obrigações do Tesouro com maturidade a 10 anos, os juros no mercado secundário estavam a descer ligeiramente, ainda que não tocando mínimos. As OT a 10 anos estavam a cair para os 3,199%, enquanto as OT a 5 anos desciam um ponto base, para 1,832%.

Na Bolsa de Lisboa, o PSI-20 abriu a sessão em queda e segue a perder 0,40% para os 5.217,54 pontos, com 13 cotadas no vermelho.

E a que mais cai é a Mota-Engil, 2,1%, para os 4,08 euros por ação. Segue-se o setor da banca, que também pressiona o índice: o BCP derrapa 1,5%, para os 0,078 euros, enquanto o BPI deprecia os mesmos 1,5%, fixando o preço das ações em 1,42 euros.

 A contrariar a tendência está a PT, ao subir 1,3%, com as ações a valer 1.44 euros. Recorde-se que Isabel dos Santos admitiu esta terça-feira rever algumas das condições da oferta pública de aquisição à cotada, depois de a brasileira Oi ter considerado «inaceitáveis» essas mesmas condições.

Na Europa, as bolsas seguem a negociar em terreno negativo: Milão cai 1,2%, Frankfurt e Paris descem 0,6%, Madrid deprecia 0,5% e Londres derrapa 0,2%.