A Comissão de Mercado e Valores Mobiliários pediu a suspensão da negociação das ações da Mota-Engil.

As ações da cotada estavam a afundar 22% na Bolsa de Lisboa. Estão a cotar a 1,12 euros e em mínimos de 2012.

A cotada está a ser pressionada por mais uma queda do preço do Brent, que bateu os 28 dólares no mercado londrino. Também a exposição a Angola está a fazer cair as ações em bolsa.

Já foram negociadas 1,25 milhões de ações, no valor de mais de 1,6 milhões de euros.

Desde o início do ano, e até esta segunda-feira, a cotada já perdeu mais de 40% em bolsa.

Já na passada quinta-feira a as ações da construtora tinham batido mínimos de janeiro de 2013.