A Moodys elogiou esta quinta-feira o aumento de capital do BCP e o reembolso de parte das coco bonds ao Estado português, considerando que vai permitir ao banco devolver a ajuda pública recebida e reforçar o seu capital e rentabilidade.

Numa nota emitida esta quinta-feira, a agência de notação financeira Moodys considera que o aumento de capital de 2,25 mil milhões de euros têm um impacto positivo na avaliação de crédito porque «vai permitir ao banco reembolsar a ajuda estatal, ao mesmo tempo que se reforça o capital» da instituição.

Quanto ao reembolso de 1,85 mil milhões dos 3 mil milhões de euros de instrumentos de capital convertível (as chamadas coco bonds) que recebeu do Tesouro português vai «melhorar a rentabilidade do banco, tendo em conta o seu elevado custo financeiro».

Na semana passada, o BCP anunciou que ia aumentar o seu capital social em aproximadamente 2.250 milhões euros, através de uma Oferta Pública de Subscrição (OPS), segundo informação enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

As receitas da OPS devem ser afetadas ao reembolso dos Instrumentos de Capital Híbrido subscritos pelo Estado no montante de 1.850 milhões euros, deixando 750 milhões euros por reembolsar, o que o Millennium Bcp tenciona fazer até ao início de 2016, sujeito a aprovação regulatória.