O banco Morgan Stanley comprou mais de um milhão de ações da Portugal Telecom (PT) na quarta-feira da semana passada, passando a deter mais de 2% do capital da operadora, mas alienou dois dias depois quase 300 mil ações, noticia a Lusa.

Assim, depois de ter alcançado uma posição correspondente a 2,14% do capital social da PT, considerada segundo as regras do mercado como uma participação qualificada (acima dos 2%), devido às mais de 19 milhões de ações da PT que passou a ter em carteira, o banco de investimento norte-americano passou a deter uma posição de 1,998% a partir de sexta-feira.

A informação foi hoje prestada pela PT num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), no qual é possível ler que, no que diz respeito às compras feitas no dia 5 de novembro, a maioria dos títulos foi adquirido no mercado regulamentado da Euronext Lisboa e a restante parte através de transações fora de bolsa.

Os títulos da PT registaram hoje a maior queda entre as cotadas do PSI20, o principal índice da bolsa portuguesa, recuando 3,73% para 1,395 euros, com quase 8 milhões de papéis a mudarem de mãos.