O Tribunal de Comércio do Luxemburgo declarou esta quarta-feira a insolvência da Espírito Santo Control, a holding do Grupo Espírito Santo que detém 56,5% da Espírito Santo International, que, por sua vez, detém 100% da Rioforte, responsável pela gestão dos negócios de imobiliário, turismo, agricultura, saúde e energia do GES.

«A falência significa que a sociedade declarou ao tribunal de comércio que cessou os pagamentos e que não pode obter mais crédito», pode ler-se no comunicado da instituição luxemburguesa.

A 17 de outubro o mesmo tribunal tinha decidido rejeitar o pedido de gestão controlada da Rioforte e da Espírito Santo International.

A 3 de outubro já tinha negado os pedidos de gestão controlada da Espírito Santo Financial Group e Espírito Santo Financiere.

Rejeitado este pedido, as empresas não têm outra solução que não abrir um processo de insolvência. Mas ainda podem recorrer da decisão do tribunal.