A Bolsa de Lisboa liderou os ganhos na Europa, ao apreciar 3,75%, para os 4.914,33 pontos, com oito cotadas a valorizar mais de 4%.

A grande ajuda veio do setor da banca, nomeadamente do BCP, que trepou 6,7%, com os títulos a cotar a 0,07 euros. O BPI apenas ganhou 0,8%, nos 1,10 euros.

Destaque também para a construtora Mota-Engil, que subiu 6,5%, para os 2,59 euros por ação.

Nas telecomunicações, a NOS avançou 4,3%, com os títulos a valer 5,16 euros. Já a PT SGPS encerrou a ganhar 2,1%, para os 1,03 euros. A Comissão de Mercado e Valores Mobiliários tinha decidido suspender a negociação das ações da cotada perto das 13:00, por aguardar informação relevante. Entretanto levantou a suspensão cerca das 16:15.

A Terra Peregrin comunicou entretanto ao regulador dos mercados que ainda não tomou qualquer decisão sobre se mantém ou abandona a oferta pública de aquisição sobre a PT SGPS.

No setor da energia, nota para a EDP, que ganhou 2,7%, para os 3,25 euros. A Galp avançou 2,1%, com os títulos a cotar a 8,84 euros.

Na Europa, a decisão da Reserva Federal norte-americana de manter as taxas de juro sossegou os mercados do velho continente: Paris trepou 3,4%, Madrid subiu 3,1%, Milão ganhou 2,7%, Frankfurt apreciou 2,5% e Londres ganhou 1,8%.